Blog

Sem categoria

Dicas pra você comprar as roupas certas de inverno pro bebê!

Inverno chegando, hora de se preparar pra ter as roupinhas do bebê prontinhas pra ele usar e assim garantir que ele fique bem agasalhado, confortável e protegido.

O bebê ainda vai nascer? Nasce na estação mais fria do ano? Então, vem ver todas as coisas que você precisa saber pra fazer a escolha certa do enxoval!

O mais importante quando a gente vai comprar a roupinha do bebê e da criança nesta época de outono e inverno é pensar em um produto que traga conforto e o mantenha quentinho. Isso porque o bebê e as crianças gostam de brincar, estão sempre se movimentando e desenvolvendo e a roupa deve permitir que eles cresçam com os movimentos livres, com tranquilidade e segurança.

Atente-se ao tecido:

A roupa do bebê e o enxoval devem assegurar o conforto e a segurança. Como?

O material mais indicado na composição dos tecidos usados na confecção de peças pros bebês e crianças têm o algodão como principal.

O algodão tem vários benefícios, como evita alergias, mantem a temperatura corporal, permite que o bebê transpire.

Assim, opte por peças que são 100% algodão ou que tenham na sua composição a maior parte em algodão.

Os tecidos mais usados na confecção de roupas de bebê no inverno e que são quentinhas e os bebês amam são:

  • soft: é a mais quentinha de todas, super macia, usada em macacões e conjuntos de casaco e calça, além de cobertores. Também conhecido como microsoft. É composto 100% em poliéster, e é uma escolha muito frequente das mamães porque é muito quentinho e tem um toque muito macio. O ideal é você usar um body manga curta ou manga longa debaixo deste macacão.
  • plush: muito usada para os bebês recem nascidos em macacões e conjuntos de casaco e calça. É um tecido macio de textura e aparência aveludada. A composição do plush é de 80% algodão e 20% poliéster.
  • moletinho: é oriundo do algodão. Aparentemente lembra o moletom, mas é constituido de fios mais leves e que são mais molinhos e refrescantes.
  • suedine: é uma malha 100% algodão muito usada na confecção de body, calças, etc. Também conhecida como malha fio 40/1 penteado. Destaca-se pelo caimento e conforto ao toque.

Nesta estação mais fria, use os acessórios como touca, luva e meia ou sapatinho, principalmente no primeiro mês de vida do bebê.

Sobre as lãs: não são muito recomendadas porque costumam reter mais poeira e podem causar alergias. Se você quiser usar, procure saber se o fio é em algodão e use sempre um body de algodão manga longa por baixo, para evitar o contato direto com a pele.

Como na estação outono-inverno varia muito a temperatura, tendo dias muitas vezes quentes e noites mais frias, uma dica é usar um body manga longa e uma calça quentinha e colocar um casaco por cima. Assim , se esquentar você pode tirar o casaquinho. E se esfriar você coloca, super prático.

Outra coisa importante: a roupa do bebê tem que ser fácil de vestir e tirar, sem enfeites ou acessórios que possam soltar.

E durante a noite, como agasalhar bem o bebê pra dormir?

As noites são mais frias e para o bebê se manter aquecido e confortável para dormir tranquilo, coloque o body manga longa e a calça e um macacão por cima ou use o macacão em soft.

Se for usar manta para cobrir o bebê, cubra da barriga pra baixo, para evitar acidentes.

O melhor é não cobrir o bebê, e se o bebê estiver com uma roupa quentinha.

Outra ideia é usar o saco de dormir.

Até os 6 meses de idade você pode ter em mente uma dica simples e útil: vista o bebê em camadas. O ideal é que ele tenha uma camada a mais de roupas que os adultos. Se a mamãe está vestindo uma camiseta, o bebê deve vestir uma peça de manga longa. Se a mamãe já está de manga longa, o bebê deve usar um casaquinho a mais.

Gostou?!

A gente fez com muito amor pra você!

Compartilha com as amigas!

Beijo, Cintia.

Sem categoria

Preciso comprar meia pro bebê?

Oi, meninas, tudo bem?!

Hoje vamos falar sobre meia de bebê!

Vamos lá:

Porque comprar meias pro bebê?

A meia pode ser uma opção para complementar a roupa no lugar do sapatinho. Também pode ser usada junto com o sapatinho e neste caso, opte por uma meia mais fininha porque o conforto é a nossa prioridade, né?!

Uma razão das mais importantes pra comprar meia pro bebê é a temperatura ambiente. Se o seu bebê nascer no outono e principalmente no inverno, ele vai precisar de meais pra proteger os pezinhos e as mãozinhas também.

O bebê, principalmente o prematuro, mas também no bebê a termo, nos primeiros meses de vida têm uma dificuldade pra manter a temperatura corporal, isso porque o controle termoregulatório dele ainda não está totalmente desenvolvido. Assim, ele perde calor mais facilmente, ainda mais na região da cabeça, mãos e pés. E precisa de estar mais aquecido nestas regiões pra se manter quentinho, na temperatura ideal.

Então, se o seu bebê for prematuro ou estiver nos primeiros dias de vida, use meias sim, e até as luvinhas e touca.

Porque não olhar só preço e beleza?

Olha essa dica! é importante você olhar por dentro da meia do bebê pra evitar acidentes com os dedinhos. Pode haver fios ou linhas dentro da meia e elas enroscarem nos dedinhos do bebê causando lesões, irritação e dor. Pra evitar isso, olhe por dentro de cada meia, se tiver algum fio ou linha, basta você cortar rente ao forro da meia e assim fica tudo certo!

Até quantos meses posso colocar luvinha e meia no meu bebê?

Em vez de você colocar cobertor, manta e panos pra aquecer o bebê durante a noite, e mesmo durante o dia, opte por agasalhá-lo primeiro com meia, lua e touca. A luvinha não deve ser usada o dia todo, porque o bebê precisa ter contato com as mãos, sugar as mãos, descobrir as mãos e brincar com elas, mas aquecer o bebê com touca, luva e meia evita muitos panos principalmente no berço e assim você fica mais tranquila, lembre-se que o ideal é o bebê ficar sem nada dentro do berço durante o sono, a não ser que você esteja atenta a ele.

A partir de quando o bebê tem a temperatura do corpo controlada como a de um adulto?

A partir de 1 mês de vida, o bebê tem a temperatura corporal bem próxima a de um adulto. A mão e o pé frio é normal porque a microcirculação do bebê ainda não está toda formada e assim, a temperatura é mais fria nestas regiões. Isso não significa que o bebê está com frio!

A maneira correta de conferir a temperatura corporal do bebê é colocar a mão sobre a região do tórax do bebê. Se ele estiver com a temperatura corporal mais baixa, coloque meia sim!

Meia é sempre recomendada na estação fria! assim como para as crianças e nós, adultos, pra manter os pés protegidos e quentinhos!

Vem ver as meias da lojabbcoruja!

O melhor produto pro seu bebê com o melhor preço pra você, é aqui!

http://www.lojabbcoruja.com.br

Siga a gente nas redes sociais: @bbcorujaoficial

Sem categoria

Dicas para evitar rachaduras nos seios durante a amamentação

As rachaduras nos mamilos costumam acontecer no início da amamentação, e causam muita dor, além de acabar favorecendo a decisão de interromper a amamentação.

E como a gente pode evitar que elas aconteçam? Com informação! Então, o que são as rachaduras e por que elas acontecem?

As rachaduras nos mamilos são pequenas fissuras geradas pelo atrito durante a amamentação; são também chamadas de fissuras mamárias e podem ser definidas como a ruptura do tecido epitelial que cobre a papila mamária (mamilo). Essas rupturas levam a mulher a sentir dor nos mamilos, e essas lesões podem até sangrar.

Entre as causas da fissura mamária, a principal  é a pega incorreta do bebê no momento da amamentação, o que merece atenção e cuidado, pra que não continue esse ciclo de pega incorreta, dor, ferida.

Normalmente, essas rachaduras desaparecem em poucos dias após o início de alguns cuidados especiais, e nós vamos falar sobre eles aqui, mas é aconselhável, caso essas feridas aconteçam, que você procure ajuda especializada, normalmente em bancos de leite ou centros de amamentação, para que esse ciclo não continue e você recupere o mamilo sem precisar deixar de amamentar.

Outras causas são uso de acessórios inadequados durante a amamentação; amamentar com o seio muito cheio; má posição do bebê, posição inadequada da mãe, entre outros.

Independente do motivo, as soluções que poderão ajudá-la são bastante simples.

Alguns cuidados que podem te ajudar a evitar rachaduras nos mamilos são:

  1. Ofereça o seio ao bebê na primeira hora de vida, na sala de parto. Isso favorece a descida do leite e a pega correta do bebê, por estimular hormônios, como a ocitocina.

2. Faça uma ordenha manual antes da mamada, para esvaziar a região do mamilo, e assim facilitar a pega do bebê. A ordenha é realizada inicialmente com um massagem com movimentos circulares e suaves, da região próxima a aréola até a região da mama, neste momento você deve realizar a ordenha até sentir que o bico do seio está livre e fácil para o bebê abocanhar. Realize uma ordenha antes de toda mamada, até que o bebê e você estejam familiarizados com a amamentação, ou sempre que o seio estiver muito cheio de leite.

3. Evite o uso de cremes e óleos

Apesar de os cremes e óleos vegetais proporcionarem alívio e um aspecto de resolução imediata, essas não são opções indicadas para resolver o problema de forma definitiva. Algumas mães chegam a passar até pomadas nos mamilos, mas elas não são indicadas em caso de rachaduras.

O motivo é a necessidade de deixar que o corpo se recupere sozinho. A rachadura, de certa forma, é uma ferida que precisa ser cicatrizada e não a falta de hidratação no local, como muitos pensam. Então, o ideal é deixar a área o mais seca possível para que o corpo faça o processo de regeneração sozinho. Nosso corpo é mais poderoso do que você imagina!

Além disso, qualquer substância colocada no mamilo pode ser tóxica para o bebê. Então, é importante tomar cuidado e não aplicar qualquer produto sem orientação médica.

4. Lave apenas o necessário

Da mesma forma que é importante evitar óleos e cremes, você também deve evitar a lavagem em excesso dessa região. Além de garantir que o mamilo fique seco na maior parte do tempo possível, você também evita que a região perca a proteção natural.

É importante fazer a higienização durante o banho e logo após a amamentação, mas não é necessário lavar o seio com qualquer produto diferente nos demais momentos do dia.

Veja a recomendação da Fundação Oswaldo Cruz sobre a higiene dos seios:

Lavar o seio só com água: seios e mamilos devem ser lavados apenas com água, sem o uso de sabonetes ou cremes. Os mamilos têm uma hidratação natural que deve ser mantida durante a gravidez. Por isso, quando são usados sabonetes ou cremes, essa hidratação é removida, aumentando o risco de rachaduras nos mamilos. Existem pequenas glândulas localizadas na aréola que produzem secreção sebácea que protegem a pele para a amamentação.Fundação Oswaldo Cruz

Aproveitamos e colocamos aqui também a Cartilha de Promoção a Amamentação, com várias informações que podem te ajudar.

5. Posição da mãe e do bebê

A sua posição deve ser confortável, então, escolha um local tranquilo para amamentar. Já deixe por perto a almofada de amamentação ou outra almofada para auxiliar no descanso do seu braço. Posicione-se relaxada.

A posição na qual o bebê deve permanecer durante a amamentação também faz toda diferença no resultado das rachaduras do mamilo.

Encoste o bico do peito na boca do bebê, para ele virar a cabeça e pegar o peito (reflexo da busca), ele sozinho sabe como fazer isto.

Leve o bebê ao peito e não o peito ao bebê.

Segure o peito com o polegar da mão acima da aréola e o indicador e a palma da mão abaixo. Isto facilita a “pega” adequada.

Observe se o seu filho ou filha está fazendo a famosa “boca de peixinho”. Seus lábios devem estar virados para a fora e a boquinha deve estar bastante aberta. O ideal é que a boca dele consiga tapar praticamente toda a aréola da mãe durante todo o período em que a sucção acontece.

Além disso, observe a posição da cabeça, pois ela deve estar de uma forma em que o queixo da criança fique encostado na mama.

É importante lembrar que essa posição da cabeça e da boca também vão ajudar na facilidade de sucção por parte do bebê.

Mas nós vamos falar mais sobre a posição da mãe e do bebê, e da pega correta em outro post!

Lembre: amamentar é puro amor. Você vai ter muito prazer com a amamentação. O início requer atenção, mas não precisa ser sofrido. A informação adequada pode garantir uma amamentação tranquila e feliz, desde o início. O seu leite é vida!

Estamos juntas para que seja um sucesso!

Um abraço,

Cintia/lojabbcoruja

Siga a gente nas redes sociais:

Instagram: @bbcorujaoficial

Fanpage: bbcoruja

Site: http://www.lojabbcoruja.com.br

Sem categoria

Apojadura: descida do leite

Amamentar é um ato de amor

Como estimular a produção e descida do leite?

A amamentação é um momento de troca de amor único entre mãe e filho, mas que não deve ser romantizado, pois no início, costuma ser difícil para a mamãe, causar incômodo e desconforto, principalmente no primeiro mês, além da ansiedade que também aparece em meio a tantos cuidados e demandas com o bebê. Por isto é importante, durante a gestação, procurar muita informação de qualidade e também deixar preparada uma rede de apoio para os primeiros dias com o bebê em casa.

Por isso e sabendo da importância da amamentação, temos que dar atenção ao preparo da mama para o início da produção do leite, diminuindo o desconforto.

Assim, temos como recomendação tornar essa primeira experiência da mãe com seu bebê mais prazerosa, favorecendo o contato pele a pele na primeira hora pós-parto, na sala de parto, visto que não somente se inicia a prática alimentar do bebê, mas também se estabelece o vínculo afetivo entre mãe e filho, essencial para o desenvolvimento socioafetivo da criança. “É neste contato pele a pele, entre mãe e bebê, na primeira hora pós-parto, que acontece o maior estímulo à amamentação. Esse contato ainda ajuda a manter o bebê aquecido, regulando a frequência cardíaca e a respiração”, explica Maíra Domingues Bernardes Silva, enfermeira pediátrica do Banco de Leite Humano do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz).

Segundo Maíra Domingues, o contato pele a pele imediato e contínuo na primeira hora após o parto estimula o início da amamentação e ajuda na contração do útero, diminuindo o risco de hemorragia pós-parto. “Estudos apontam que o contato pele a pele na primeira hora de vida é importante para aumentar a duração do aleitamento materno e reduzir a mortalidade neonatal”.

Mas vamos esclarecer algumas dúvidas comuns neste início da descida do leite.

 Primeiro, o que é a apojadura:

Apojadura é o preparo da mama para a produção de leite que, geralmente, acontece até cinco dias após o parto. Neste período, as mamas ficam maiores e bem cheias, por igual, e algumas vezes quentes. É normal haver um pequeno fluxo de leite, começando a descer em forma de gotinhas, que é suficiente para o bebê ficar satisfeito.

 O que é colostro e o que ele tem a ver com a apojadura?

O primeiro leite que sai, pós apojadura, é chamado de colostro e tem o papel principal de proteção do recém-nascido, pois contêm vários anticorpos, sendo conhecido como a primeira vacina. Essas características permanecem até o 7º dia pós-parto.

Já no quarto, a equipe de saúde pode ajudar a mãe a interpretar os sinais de fome do bebê (como gemidos, lambida na mão e agitação), e se ele mostrar interesse em mamar, a equipe de saúde deve auxiliar a mãe a adotar uma posição confortável, para que o bebê possa fazer uma pega eficaz. “São nessas primeiras 24 horas que a mãe pode ter algumas dificuldades em colocar o bebê para mamar, por isso é importante a ajuda da equipe de saúde nesse momento”, esclareceu a enfermeira pediátrica.

Como identificar a apojadura?

É bastante comum confundir a apojadura com outros problemas que podem ocorrer nos seios da mãe, como o ingurgitamento mamário, que surge quando a pega do bebê está errada, então o bebê não consegue sugar todo o leite, e esta retenção de leite na mama gera o que conhecemos como leite “empedrado”.

“Geralmente, a apojadura acontece até cinco dias após o parto – o que pode variar em função da quantidade de estímulo que a mama recebeu. A mãe que amamenta em livre demanda tende a acelerar a descida do leite, isto é, a apojadura acontece logo e é rápida”, apontou Maíra Domingues.

Como ou quando a quantidade de leite vai aumentar?

A mãe vai precisar da ajuda do bebê para isso, pois quanto mais ele sugar, maior o estímulo na produção e mais rápida e com maior volume será a descida do leite. “Por isso, indicamos não levar para a maternidade chupetas, mamadeiras e/ou bicos de silicone, pois todos esses acessórios podem prejudicar o início, o sucesso e a duração da amamentação”, recomendou Maíra.

“Caso as mamas estejam muito cheias, a mãe pode realizar massagens com a mão espalmada em movimentos circulares, iniciando ao redor do mamilo e depois em direção à raiz da mama (próximo ao tórax), realizando em seguida uma pequena ordenha da aréola para que esta fique bem macia, o que facilita a pega para o bebê”, aconselhou a profissional. Vale destacar que esta massagem tem objetivo de deixar apenas a aréola mais macia para que o bebê possa abocanhar melhor, diferente do objetivo da massagem durante um ingurgitamento mamário.

Em caso de dúvidas, procure os profissionais de saúde no Banco de Leite Humano mais próximo de sua casa ou entre em contato com o SOS Amamentação pelo telefone 08000-26-8877.

Fonte: Fiocruz.br

Gostou? Comente, compartilhe!

Siga a gente nas redes sociais:

Instagram: @bbcorujaoficial

Fanpage: bbcoruja

Visite nosso site: http://www.lojabbcoruja.com.br

E até o próximo post!

Sem categoria

Muffin: uma receita deliciosa e saudável pra fazer com as crianças neste Carnaval

Que tal uma receita sem ovos e sem leite?

Super saudável e saborosa, uma ideia super fácil e gostosa pra você garantir a alegria das crianças neste feriado! Chame as crianças pra ajudar a preparar!

O que você vai precisar?

Banana madura, aliás se estiver bem madura melhor ainda, porque ela fica mais docinha e proporciona mais liga para a massa.

Aveia em flocos grossos ou lâminas

Pasta de amendoim, ou se você preferir pode substituir por pasta de: amêndoas, castanha de caju ou avelã.

Fermento em pó

Água

Gotas de chocolate ou chocolate picado

Agora a lista com as medidas pra 6 forminhas:

1 banana grande bem madura

1/4 xícara de pasta de amendoim

1/2 colher de chá de fermento químico em pó

1 xícara de água

1 xícara de aveia em flocos grossos

1/3 xícara de gotas de chocolate

Modo de fazer:

Em uma tigela amasse bem a banana com um garfo até ficar com consistência de purê.

Acrescente a pasta de amendoim, o fermento, a água e bata com um fouet até que fique bem homogêneo.

Depois é só acrescentar os flocos de aveia e as gotas de chocolate, misturando com carinho para incorporar a massa de maneira homogênea.

Reserve.

Pra você se inspirar:

Preaqueça o forno a temperatura de 180 graus.

Unte 6 cavidades de forma de muffins, distribua a massa e leve pra assar por aproximadamente 20 minutos, até que eles fiquem firmes.

Você pode usar a assadeira com as cavidades de forma ou a forminha de cupkace, hoje existem de vários materias, inclusive de teflon e de silicone que facilita na hora de desenformar.

Espere esfriar para desenformar.

Salpique confetes coloridos pra ficar a cara do Carnaval!

Depois conta pra gente o que achou!!!

Um beijo pra vocês e até o próximo post!

Cintia/lojabbcoruja

Vem pro site: http://www.lojabbcoruja.com.br

Instagram: @bbcorujaoficial

Facebook: bbcoruja

Sem categoria

Ideias e Cuidados pra curtir o Carnaval com as crianças

Ei, meninas e meninos! Estamos em fevereiro de 2022 e faltam apenas alguns dias para o carnaval! Para as crianças, esse feriado é um momento de muita diversão com a família e os amigos, e também uma data em que podem explorar a criatividade e cultura.

Hoje vamos trazer dicas de como aproveitar muito a folia dentro e fora de casa!

CARNAVAL CASEIRO

Para àqueles que vão passar o Carnaval em casa é possível preparar diversas atividades e brincadeiras econômicas e fáceis para entreter adultos e crianças: 

  • Caça ao tesouro:

A caça ao tesouro é uma brincadeira em que os participantes devem desvendar pistas para encontrar um prêmio. O tesouro pode ser diversas coisas, como uma guloseima ou um brinquedo que as crianças gostem, lembre de usar a criatividade e enfeitar o tesouro para instigar os pequenos a procurarem. Você pode fazer um mapa e deixar pistas de papel pela casa e podem até fantasiar de pirata!

  • Esconde-esconde

Uma das minhas brincadeiras preferidas quando era criança. O esconde-esconde é fácil e divertido, encontre um lugar secreto enquanto o pega conta o tempo combinado previamente. Ele tem que permanecer de olhos fechados no ponto de partida.

Neste caso quanto mais participantes e mais espaço melhor!

  • Guerra de balões de água

Encha balões (bexigas) de festa com água e separe os participantes em times. Cada time de um lado, marquem uma faixa ou alguma regra simples e comecem a jogar os balões! É uma brincadeira ótima pra se refrescar nesse calor e ter boas risadas, mas precisa ser no quintal 🙂

  • Oficina de máscaras

Com penas, antejoulas, glitter, lápis de cor, cartolinas, pápeis…todos podem criar uma fantasia super estilosa e barata para passar o carnaval. Separem os materias e um ambiente para criar sua arte e usar a criatividade.

*E lembrem-se de colocar músicas animadas,afinal não dá pra ter carnaval sem música!

CARNAVAL NA RUA

O Carnaval na rua é muito divertido, mas é importante tomar algumas medidas para manter a segurança e o bem-estar dos pais e das crianças durante o evento.

  • Procure bloquinhos com mais famílias e crianças 

É importante observar os públicos dos bloquinhos, já que aqueles com mais crianças, pais e mães serão mais tranquilos para aproveitar, com músicas e diversão pra agradar as crianças.

  • Levar garrafas de água

Nesse calor é importante manter todos hidratados enquanto se divertem na folia, evitam insolação e cansaço excessivo.

  • Protetor solar e bónes

Lembrem-se de proteger as crianças do sol, evitando insolação e desfrutando mais da festividade, além de garantir o protetor solar antes de sair de casa.

  • Atenção as roupas

Procure usar roupas confortáveis e leves e sapatos como tênis macios que permitam horas de folia!

  • Alimentação

Mantenha-se atento para que as crianças possam correr, pular, dançar, mas também se alimentar regularmente com alimentos leves.

É isso pessoal! Alegria, alegria! Espero que tenha ajudado vocês a aproveitar muito o Carnaval com as crianças, boa folia!

Camila/equipe lojabbcoruja

Vem pro site:

http://www.lojabbcoruja.com.br

Nos acompanhe nas redes sociais:

Instagram: @bbcorujaoficial

Facebook: bbcoruja

Sem categoria

Signo dos bebês: Aquário

Os bebês nascidos entre 21/01 e 19/02 🙂

Como é a personalidade do bebê de aquário?

A personalidade do bebê de aquário está conectada diretamente ao elemento o qual pertencem, ou seja, o ar.

O bebê de aquário é inventivo, sempre ligado a tudo que acontece e tem interesse por diferentes áreas do conhecimento. Gosta de experimentar coisas novas e no dia a dia, por exemplo, é mais propenso a experimentar alimentos de sabores diferentes e incomuns para outras crianças, como queijos de sabor mais forte, por exemplo.

Adora brincar de inventar, é muito sociável e faz amizades com facilidade, adora ter os amigos sempre por perto.

Ele é sutil e vai surpreender você com sua criatividade e originalidade. Além de adorar solucionar problemas. São inteligentes, têm visão de futuro e compreendem bem o mundo, por isso, estimule-o sempre a ir longe e assim ele vai brilhar.

O bebê de aquário precisa de espaço para criar e viver sua individualidade e independência, por isso estimule-o a se vestir sozinho assim que possível e a guardar seus brinquedos por exemplo.

Ele vai amar ler livros, materiais de arte e usar outras ferramentas que estimulam a sua criatividade.

Ele tem sua própria opinião e não se deixa levar pelos outros, e apesar de ser um bebê calmo não gosta quando algo não sai como planejado.

Outra característica forte do aquariano é a sua vontade de ajudar os outros e assim eles se sentem felizes ao participar de ações sociais e causas humanitárias.

E aí, gostou?!

Deixe seu comentário aqui, conta pra gente o nome do seu bebê de aquário e qual a característica mais forte dele!

Beijo e até a próxima!

Cintia

http://www.lojabbcoruja.com.br

Sem categoria

Quais roupas o bebê mais usa?

Se você já é mamãe ou papai, com certeza tem uma peça favorita aí no guarda roupa do bebê!

Mas qual é a peça que a gente mais usa?

Pros papais de primeira viagem chegam tantas informações que consequentemente surgem muitas dúvidas também, então a gente resolveu falar um pouco aqui quais são as peças que os bebês mais usam, pra otimizar o seu tempo e dinheiro, então vem ver!

A peça mais usada no guarda roupa do bebê, sem dúvida é o body!

Tanto manga curta como manga longa, o body é uma peça essencial, por ser prática, fácil de vestir e de realizar as trocas de fraldas, com várias opções de preços e cores e estampas!

O body é uma peça que pode ser usada sozinha, ou com calça, bermuda, macacão… ou seja, tem muitas possibilidades.

Lembre-se sempre que por ser uma peça essencial e que fica em contato direto sob a pele do bebê, é importante que seja em algodão, pra não causar alergias e permitir que a pele do bebê respire.

Nós temos no mercado, atualmente, vários modelinhos de body, body cavado, body manga curta, body manga longa, o que é bem legal porque você tem opções que pode usar em todas as estações do ano, tanto como a peça principal do look ou sob a roupa, como um macacão. Além disso, temos várias opções de body liso com cores diferentes, que além de lindas, podem ser usadas tanto pro menino quanto pra menina!

Em segundo lugar, a peça mais usada no bebê são as calças chamadas de mijão. São calças com e sem pezinho, em materias também diversos, como malha, plush entre outros. Temos das calças mais simples até as mais sofisticadas, mas o mais importante é que compõe o look junto com os bodys e você também pode optar por bermudinhas nas estações mais quentes.

Os bebês nos primeiros dias e principalmente nos primeiros meses de vida, costumas sujar bastante as roupinhas, e demandam várias trocas de roupa por vazamento das fraldas, então, procure ter sempre peças mais leves de algodão, pra lavar e secar rapidinho e não pesar no seu bolso.

Em terceiro lugar os macacões, tanto curtos, mais usados nas estações mais quentes, quantoos longos, mais usados no inverno, com vários modelos e materiais na sua composição, como algodão, plush, soft, malha, elastano, entre outros.

Nós temos um texto aqui no blog falando especialmente sobre o material de confeccção das roupinha dos bebês, vale a pena conferir.

Outra coisa legal dos macacões é se atentar para um detalhe, tenha sempre macacões com pezinho e sem pezinho. O macacão sem pezinho é tem a opção de ser usado quando você quer aquecer o bebe sem usar meias, ou até pode usar uma meia por baixo do macacão, e nas estações mais frias é bem legal. Mas o macacão sem pezinho tem a vantagem de durar mais tempo, porque mesmo que o bebê cresça, o macacão continua sendo usado por mais um tempo,

Uma coisa bem legal dos bodies e dos macacões é que eles ajudam muito na hora de pegar o bebê, porque eles não sobem quando você pega o bebê e assim ele não fica com as costinhas de fora, e não descobrem na hora de dormir.

Outra peça essencial são as meias, tenha algumas, principalmente nas estações mais frias, e o bebê bem nos primeiros dias de vida, quando perde calor de maneira mais fácil.

Os babadores também são itens muito usados, por que no lugar de ficar trocando a roupa do bebê toda hora, você troca o babador e pronto, ele está sequinho!

Bom, espero que você tenha gostado das dicas, fica ligadinha aqui que todos os dias vou trazer conteúdo pra você!

Confere as fofuras no nosso site, onde temos roupinhas e itens de enxoval com qualidade e excelentes condições de compra, e estamos a disposição sempre com o maior carinho pra te atender e ajudar a cuidar do seu amor.

Beijo e até mais,

Cintia/bbcoruja

http://www.lojabbcoruja.com.br

@bbcorujaoficial

Sem categoria

Vale a pena comprar roupinhas tamanho RN?

Vamos começar a responder algumas perguntas comuns aqui sobre os cuidados com o bebê e espero que você aproveite bastante!

Sobre esta dúvida, que é bastante comum:

Escuta a voz da experiência: apesar de muita gente considerar que é desperdício de dinheiro, é recomendável você ter algumas peças tamanh RN no enxoval do bebê.

Sabe porquê?

Porque o bebê nasce em media com peso entre 2,8 a 3,6 kg, já que a maioria dos bebes nasce dentro desta faixa e o tamanho RN veste ate 4 kg aproximadamente, com altura entre 50 e 55cm e assim a roupinha tamanho RN fica mais confortável por não ficar sobrando no bebê.

Ele vai usar aproximadamente durante 1 mês, mas no penúltimo e último ultrassom o médico vai conseguir estimar o peso dele e assim você terá uma ideia do peso do seu bebê ao nascimento, em torno de 40 semanas de gestação.

Sempre considere que ele pode vir ao mundo um pouco antes da hora, já que isto tem acontecido com frequencia.

Se você estiver esperando gêmeos ou se o bebê nascer prematuro será importante ter peças tamanho RN porque habitualmente eles tem menor peso ao nascimento e as roupas RN vestem o bebe com mais facilidade e conforto.

Um beijo e até o próximo post!

Cintia/bbcoruja

Aproveita pra conferir as roupinhas do site mais fofo do Brasil:

http://www.lojabbcoruja.com.br

Compartilha este post, curte e corre pro site!

Sem categoria

5 dicas testadas e aprovadas pra tirar manchas das roupas dos bebês

A gente passa um perrengue com as manchas nas roupinhas dos nossos bebês, não é mesmo?!

Quem nunca viu aquela roupa novinha, linda, ganhada de presente…manchada!

E tem mancha de vitamina, de cocô, de comida, de fruta, de leite……

Mas como tirar as manchas sem estragar a roupa, e de maneira prática?

Bora lá pra nossas dicas:

  1. Se a mancha foi causada por leite materno, olha que dica prática: basta você polvilhar um pouco de bicarbonato de sódio sobre a mancha e depois despejar um pouco de água com gás! Vai formar uma espuminha, e você deve deixar por 1 minutinho apenas! Em seguida, use uma escova de dentes pra esfregar sem estragar a roupinha e coloque na máquina pra lavar ou esfregue a mão mesmo!

2. Sujou a roupinha de cocô? se ainda não aconteceu, é muito provável que aconteça, não é?! Bom, neste caso, você deve tirar o excesso e levar pro tanque antes que seque! Aí você precisa lavar a região com sabão de côco e pode colocar um pouquinho de vinagre branco também! depois deixe de molho por cerca de 30 minutos, esfregue a mão ou a máquina e pronto!

3. As manchas causadas por alimentos, mais comuns após os 8 meses de idade do bebê, você resolve assim: deixe a roupinha de molho em água morna com sabão neutro. Coloque um pouquinho de vinagre ou limão sobre a mancha e esfregue com uma escova macia, depois lave como de costume.

4. Pra tirar as manchas de frutas do babador, por exemplo, é fácil! Deixe o babador de molho com detergente neutro sobre a mancha, por cerca de 15 minutos, coloque pra lavar a maquina ou esfregue a mão! Prontinho!

5. A roupinha mofou? pode acontecer, né, principalmente quando a gente ganha a roupinha ou guarda de um filho mais velho! Mas é fácil resolver! Coloque uma misturinha de suco de limão e sal sobre a mancha por alguns minutos, depois lave a roupa normalmente.

Lembrando de uma coisa importante: todo sabão usado na lavagem das roupas do bebê tem que ser sabão neutro ou sabão próprio pros bebês!

Espero que tenha gostado das dicas, experimenta e me conta como foi por aí!

beijão, Cintia/bbcoruja

Aproveita pra conhecer nossas fofuras de roupas, enxoval e babador no site:

http://www.lojabbcoruja.com.br