Sem categoria

O que você precisa saber sobre a cólica dos bebês!

Olá! Aqui é Cintia Guedes e o tema do nosso post de hoje é:  O que você precisa saber sobre a cólica do bebê!

Este post é pra mamãe que está com o bebê nos primeiros dias de vida, pra mamãe gestante, pra você que quer conhecer um pouco mais sobre o universo dos bebês!

Nós vamos trazer conteúdo pra ajudar você a ficar preparado pros cuidados com seu bebê, e quanto antes você, mamãe que está gestante, puder aprender e estudar, melhor, porque você vai se sentir mais segura e tranqüila e assim vai poder curtir muito mais seu bebê!

Mas quem sou eu? Eu sou a Cintia, mãe de 4 filhos, fisioterapeuta, empreendedora do bbcoruja, que é uma marca de fabricação de produtos pra bebê de 0 a 1 ano, feitos com carinho e tecido, e que  você pode conhecer mais no nosso instagram @bbcorujaofical e no site www.lojabbcoruja.com.br!

Bom, mas o que é a cólica do bebê e porque ela acontece?

É normal que o bebe chore quando esta cansado, com fome, assustado ou molhado, mas crianças com cólica choram sem parar e são difíceis de consolar. O choro de cólica também costuma ser mais alto que o habitual e pode começar e parar repentinamente. O bebê  com cólica fica irritado, com o rosto vermelho e tem contrações visíveis no abdomen.

Então, se o bebe tem menos de 5 meses, chora mais que 3 horas seguidas, mais que 3 x por semana e isso dura ao menos 3 semanas, há boas chances de ser cólica.

Conta aí pra gente, se você já é mamãe, seu bebe teve cólica?

Mas será que meu bebê pode ter cólica?

Nem todos os bebês tem cólica, mas os estudos mostram que 1 em cada 4 bebes apresenta cólicas, ou seja em torno de 25% dos bebês e elas começam a aparecer a partir da terceira semana de vida podendo durar ate os 3 meses de vida. Nos bebês prematuros, a cólica aparece 2 a 3 semanas após a data prevista para o parto.

E porque ela acontece?

Não há evidência científica sobre o motivo, mas o que parece é que por causa do sistema digestivo do bebê ser ainda imaturo quando ele nasce, os movimentos peristálticos ficam desordenados e a digestão do alimento é mais lentificada, acumulando gases e podendo também levar ao ressecamento das fezes.  Entenda: durante a digestão, a fermentação do leite faz com que o intestino dilate e acumule gases. Como o órgão ainda não se movimenta como deveria, há contrações involuntárias e a evacuação não acontece como deveria, aí aparece a dor. A produção de gases é um sinal de que a digestão está ocorrendo normalmente e as bolhas ajudam a empurrar o cocô, por isso medicamentos, somente com orientação do pediatra.

Pessoal, vocês podem deixar perguntas aí que vamos tentar responder depois, ok?!

Outra característica da cólica é que ela costuma aparecer mais no fim do dia, quando o bebê está cansado e o metabolismo passa a funcionar no modo noturno, mais lento.

Então o que você pode fazer para prevenir e evitar as cólicas nos bebês:

Fique atento porque são dicas valiosas, hein?!

  • A primeira dica é essencial: ofereça amamentação  exclusiva nos primeiros 6 meses de vida do seu filho, o leite materno é o único alimento feito especialmente pra ele.
  • Corrija erros na pega, se a pega do bebe é ruim e ele engole muito ar durante as mamadas, há maior tendência do intestino ficar cheio de ar e distendido, provocando maior desconforto. Então, fique atenta a pega garantindo que a barriga do bebê fique encostada na barriga da mãe; que a boca do bebe cubra o mamilo e parte da aréola; que os lábios estejam evertidos e que o bebe esteja realmente sugando o leite e não apenas usando-o como chupeta. Nós ainda vamos falar bastante e detalhadamente sobre amamentação, porque é um dos assuntos mais importantes do primeiro ano de vida do bebê.
  • Observe o funcionamento do intestino do bebê, a cor do cocô, quantas vezes ele evacua por dia, o aspecto.
  • Mude a sua alimentação, desde a gravidez. Os alimentos considerados culpados pelas cólicas são os laticínios, o chocolate, a cafeína, as frutas cítricas, brócolis, couve-flor, repolho, feijão, cebola e alimentos muito condimentados.
  • Evite amamentar o bebe na hora da dor, porque a ingestão de qualquer alimento e o ato de sugar podem piorar a situação ao estimular ainda mais o peristaltismo intestinal.
  • Se você dá mamadeira para o bebê, tenha certeza de que ele não está engolindo ar. Veja se o furo do bico não está muito grande, e mantenha a mamadeira sempre bem levantada, com o bico totalmente preenchido de leite. Procure os bicos anatômicos e elaborados exatamente para diminuir a entrada de ar enquanto a criança mama.

As primeiras semanas com o bebê em casa podem ser muito estressantes, tanto para a mãe, que tende a estar mais sensível, quanto para o pai, que também pode estar se sentindo com medo e sem saber ajudar.

Maneiras de ajudar a aliviar a cólica

1- realize compressas mornas na barriguinha do bebe: o calor ajuda a aliviar as cólicas, podendo ser oferecido na forma de um pano recém-passado, uma bolsa térmica ou mesmo pelo contato pele a pele com a barriga da mamãe ou do papai.

2- exercite as pernas do bebe: com o bebe deitado, flexione as perninhas do bebe sobre o abdome, com carinho, algumas vezes, estes movimentos ajudam a liberar os gases.

3- massagens na barriga com movimentos circulares com óleo próprio pra pele do bebe

4- cuidar para o bebe arrotar depois de cada mamada

5-Dar um banho morno no bebe

6-Segure o bebe no colo bem apertadinho, use um sling ou experimente enrola-lo numa manta

7-Coloque-o na posição lateral ou de bruços, sempre sob supervisão

8-Experimente coloca-lo  balançando numa rede de berço, parece que o bebe chora menos quando balançado

9-Barulhos constantes ou rítmicos como o do ventilador, acalmam alguns bebês

10- Chupar uma chupeta pode ajudar a acalmar o bebe

 

e…Quando você achar que não aguenta mais, peça ajuda. Reveze-se nos cuidados com o bebê e, se precisar, dê uma saída de casa para arejar a cabeça e parar de ouvir o choro, enquanto outra pessoa fica com o bebê.

Tenha paciência, isto é um problema temporário, que vai desaparecendo a medida que o intestino do bebê vai amadurecendo.

Procure se lembrar de que o choro do bebê não é culpa sua, e que a cólica vai passar com o tempo.

 

Um beijo grande pra vocês todos,

E ate o próximo vídeo!

 

Fonte: vários blogs, revistas, artigos confiáveis da internet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s